O Município

Dados do município.

Dados do município/localização

Fundação: 31/12/1958
Emancipação Política: 25 de março
Gentílico: verdejantense
Unidade Federatíva: Pernambuco
Mesoregião: Sertão
Microregião: Sertão Central
Distância para a capital: 500,00

Dados de características geográficas

Área: 476.034,00
População estimada: 9553
Densidade: 1.981,00
Altitude: 494
Clima: Semiárido
Fuso Horário: UTC-3
Verdejante é um município brasileiro do estado de Pernambuco no nordeste do Brasil. Localiza-se a uma latitude 07º55'32" sul e a uma longitude 38º58'18" oeste, estando a uma altitude de 494 metros. Possui uma população estimada em 2008 era de 9.989 habitantes e uma área de 449,17 km². O município é constituído pelo distrito sede e pelos povoados de Grossos, Lagoa, Malhadareia, além dos sítios Boa Vista (DNOC's), Riacho Verde I e II, São Joaquim, Riachinho, São Gregório, Cacimba Nova, Angico Torto, Oiticica, dentre muitos outros.


Leis:

Pela Lei nº 01 de 29 de novembro de 1892 do Município de Salgueiro foi criado o Distrito de Lagoa dos Milagres.

Pela lei nº 80 em 06 de dezembro de 1919 do Município de Salgueiro o Distrito de Lagoa dos Milagres passou a denominar-se Distrito de Bezerros.

Pela divisão Administrativa realizada no ano de 1933 Bezerros foi elevada a categoria de vila, pertencente ao segundo distrito do município de Salgueiro/PE, cuja sede era Lagoa dos Milagres.

Pelo Decreto Lei Estadual nº 92 de 31 de março de 1938 o Distrito de Bezerros passou a denominar-se Distrito de Riacho Verde.

Pelo Decreto Lei Estadual nº 952 de 31 de dezembro de 1943 o Distrito de Riacho Verde passou a denominar-se Distrito de Verdejante, ainda pertencente ao município de Salgueiro.

Pela Decreto Lei Estadual nº 3.336 de 31 de Dezembro de 1958, desmembrado do município de Salgueiro, Verdejante foi elevado à categoria de Município Pernambucano, constituído do distrito sede, instalado em 25 de Março de 1962.
O local onde hoje é a sede do município de Verdejante era a antiga fazenda Bezerros, situada a margem do riacho local, o Riacho Verde. Esta fazenda era de um descendente de portugueses, Cirílo Gomes de Sá, adquirida em meados do séculos passado. Cirílo descendia de importantes famílias da região do sertão pernambucano. Ele se casou com uma cearense, Maltides Tavares Muniz e tiveram vários filhos que se mantiveram residindo ali.

Um dia, o vigário que celebrava missas católicas na região, o Pe. Manoel Firmino sugeriu a construção de uma capela. O local escolhido foi doado pelos Srs. David Jacinto e seu cunhado Mariano Gomes de Sá, no dia 25 de dezembro de 1916.

No primeiro domingo de 1917, a pequena população local iniciou o carregamento das pedras para a construção dos alicerces, homens, mulheres e crianças, trabalharam na construção. Essa data também foi importante para o município, pois foi neste dia que aconteceu a primeira feira pública.

A padroeira escolhida para esta capela foi Nossa Senhora do Perpétuo Socorro devido à devoção do padre católico. A imagem da padroeira chegou no dia 8 de dezembro de 1918.

A capela e a feira aglutinaram as pessoas em torno do povoado, até que houvesse interesse de homens importantes da área que Verdejante tivesse um comando político administrativo.

O novo município, foi criado pela lei nº 3.336 de 31 de dezembro de 1958. Todavia a sua instalação somente teve lugar em 25 de março de 1962, depois de acórdão proferido pelo Supremo Tribunal Federal. A comarca foi solenemente instalada em 3 de junho de 1962. O primeiro Juiz de Direito empossado uma ano depois, Dr. Cícero Cardoso Guedes Alcanforado, muito fez em prol do segmento e paz social da comarca.

Em 1963 foi construído o Prédio da Prefeitura Municipal, houve também a construção da PE 450, ligando o município a BR 232 e foi também alinhada quase todas as ruas com a construção de calçamentos a paralelepípedos.

Em 24 de Julho de 1964 começou a funcionar o Grupo Escolar Anísio Veras por solicitação da responsável Maria Tavares de Sá Matias, sendo emplacado somente em 21 de agosto de 1966. Nesse mesmo ano houve a escolha da bandeira do município através de um concurso a nível municipal, saindo vencedor o aluno Afonso Alves de Carvalho da extinta escola de 1º grau da sede.
Verdejante, nossa grande cidadezinha! Capital Pernambucana da pega de boi no mato, terra de muita religiosidade, do forró pé-de-serra aos seus sanfoneiros, banda de pífano e filarmônica, dos poetas e violeiros, do artesanato e dos engenhos, das rezadeiras e benzedeiras, da gastronomia popular, das danças e manifestações populares, rota do cangaço de um povo forte e lutador, terra de gente hospitaleira que respira cultura e as repassa de geração para geração.
01º Prefeito Interino (ato 630 - Nomeado em 15 de março de 1962)
Prefeito: José Matias Magalhães (falecido em 06 de julho de 1962) *Vice Prefeito: Luiz Monteiro Lima*

02º Prefeito
Prefeito: Luiz Monteiro Lima – 1962
(Exonerado a pedido em 21 agosto de 1962 pelo ato 2414 de 21/08/1962)

03º Prefeito
Prefeita: Maria Lourdite Tavares de Sá - (ato 2414 - Nomeada em 21 de agosto de 1962)
 
04º Prefeito
Prefeito: Cícero Lopes de Sá – 1965/1968
Vice Prefeito: José Leite da Rocha
 
05º Prefeito
Luiz Monteiro Lima – 1969 /1972
Vice Prefeito: Cícero Lopes de Sá
 
06º Prefeito
Joaquim Tavares de Sá Filho – 1973/1976
Vice Prefeito: Raimundo Targino Ferreira
 
07º Prefeito
Cícero Lopes de Sá – 1977/1980
Vice Prefeito: Francisco Matias Magalhães
 
08º Prefeito
Joaquim Tavares de Sá Filho – 1981/1984
Vice Prefeito: Raimundo Targino Ferreira
 
09º Prefeito
Luiz Monteiro Lima – 1985/1988
 
10º Prefeito
Ildefonso Torres de Sá – 1989/ 1992
Vice Prefeito: Antonio Primo de Carvalho
 
11º Prefeito
Francisco Alves Tavares de Sá – 1993/1996
Vice Prefeito: Luiz Leite de Araújo

12º Prefeito
Ildefonso Torres de Sá – 1997/2000
Vice Prefeito: Francisco Sólon de Sá Carvalho
 
13º Prefeito
Francisco Alves Tavares de Sá – 2001/2004
Vice Prefeito: Francisco Lopes de Sá Barros
 
14º Prefeito
Francisco Alves Tavares de Sá – 2005/2008
Vice Prefeito: Francisco Lopes de Sá Barros
 
15º Prefeito
Rosivaldo Bezerra da Silva assumiu o município de Verdejante, tendo em vista afastamento do prefeito Francisco Tavares (por 6 dias no ano de 2007)
 
16º Prefeito
Francisco Alves Tavares de Sá retorna à prefeitura através de liminar judicial.
 
17º Prefeito
Adailton Monteiro Lima, depois de ter conseguido cassar o mandato do prefeito Francisco Tavares através de ação de impugnação de mandato eletivo junto ao Tribunal Regional Eleitoral-TRE, empossado em 08 de junho de 2007/2008
 
18º Prefeito
Haroldo Silva Tavares – 2009/2012
Vice Prefeito: Rosivaldo Bezerra da Silva
 
19º Prefeito
Péricles Alves Tavares de Sá – 2013/2016
Vice Prefeita: Maria Aleide de Araújo Bezerra
 
20º Prefeito
Haroldo Silva Tavares – 2017/2020
Vice Prefeito: Wilson Pizzas
 
21º Prefeito
Haroldo Silva Tavares – 2021/2024
Vice Prefeito: Dorival Gondim
“O sequestro do Coronel David Jacinto de Sá pelo bando de Lampião”

Em meados do ano de 1926, Virgulino Ferreira da Silva (Lampião) invade e saqueia o distrito de Bezerros, o alvo era Coronel David Jacinto (*1859+1944), o chefe político do lugar. Lampião exigiu a quantia de 10 contos de réis do coronel que prontamente se negou a entregar. Lampião ficou muito irritado com a negativa, então, ordenou que os cangaceiros amarrassem o coronel de costas num jumento e o sequestrou.
A esposa do coronel, Dona joaninha (Joana Tavares de Sá ou Joana Gomes de Sá, Joana Tavares Muniz), recorreu ao Coronel Veremundo Soares de Salgueiro, e ele empresta os 10 contos de réis para pagar o resgate, Dona Joaninha faz uma promessa, que se o seu esposo voltasse para casa a salvo, ela mandaria celebrar uma missa. Com o dinheiro emprestado por Veremundo, Dona Joaninha entrega a quantia ao Sr. Manoel Coelho e pede que ele saia à procura do bando de Lampião, era do conhecimento que o grupo de cangaceiros tinha indo em direção da localidade chamada Carnaúba, então o dinheiro foi entregue pelo portador, Lampião solta o sequestrado e ele volta a salvo para sua casa.
Para cumprir a promessa foi mandado celebrar uma missa e uma festa com os vaqueiros no dia 08 de dezembro, dando então início a tradicional Missa do Vaqueiro, que até os dias atuais é realizada.

HINO DE VERDEJANTE

HINO DE VERDEJANTE
O hino do município de Verdejante foi criado na gestão administrativa do prefeito Joaquim
Tavares de Sá Filho e do Departamento Municipal de Educação (Professora Maria Lourdite
Tavares) no ano de 1980 a pedido, e da Secretaria de Educação do Estado de Pernambuco.
A letra é de Maria das Graças Gomes Silva e música de Maria Celeste Lopes de Barros.
VERDEJANTE TRABALHA CONFIANDO
NUM FUTURO CHEIO DE GRANDEZA
O SEU PASSO POUCO A POUCO VAI MUDANDO
NOSSO IDEAL MOSTRA A SUA NOBREZA
VAI SENTIR-SE INTRÉPIDO ALTANEIRO
ENVOLVIDO NA BRISA CORRENTE
O SEU POVO SEMPRE HOSPITALEIRO
NA LUTA CAMINHA FREMENTE
VERDEJANTE SEMPRE A RENASCER
NOVOS RUMOS QUEREMOS LHE DAR
SEMPRE JUNTOS A LHE VER CRESCER
A VITORIA VAMOS ALCANÇAR
O PASSADO EM NOSSO CORAÇÃO
IMPLANTADO GRAVADO FICOU
A CULTURA SIMBOLIZA A UNIÃO
QUE SEU BRAÇO TÃO FORTE DEIXOU
DESTEMIDOS BUSCANDO O HORIZONTE
AMPLIADO PELA NOSSA MÃO
COM SUOR ESCORRIDO DA FRONTE
SALPICAMOS O SEU CORAÇÃO
VERDEJANTE SEMPRE A RENASCER
NOVOS RUMOS QUEREMOS LHE DAR
SEMPRE JUNTOS A LHE VER CRESCER
A VITORIA VAMOS ALCANÇAR
NESTAS PLAGAS CORAÇÃO DO SERTÃO
BRILHA O SOL REFLETIDO NO REGATO
A ENCANTAR COM SEU RAIO A SOLIDÃO
A MOSTRAR COM LUSTRE O SEU RETRATO
VAI SENTIDO MAIS HUMANIDADE
SEMPRE OLHANDO O ALTO E CLARO CÉU
BUSCA EM TUDO A LUZ DE UMA VERDADE
O TEU SEIO PRA TODOS LAURÉU

BANDEIRA DE VERDEJANTE

1966 - A bandeira de Verdejante foi escolha a bandeira do município através de um concurso a nível municipal, saindo vencedor o aluno Afonso Alves de Carvalho da extinta escola de 1º grau da sede.
Representada pelos seus símbolos a cultura religiosa através da cruz na cor vermelha, ladeada pela cana e do algodão cultivados pela agricultura familiar, localizados num losango branco que representa a paz, localizado ainda ao centro do retângulo verde.
 

NOTÍCIAS

#Cultura | 22 DE OUTUBRO DE 2021

A Secretaria de Educação de Verdejante por meio da Diretoria de Cultura efetuou nesta ultima quarta-feira (20), o pagamento do auxílio destinado a artistas e músicos selecionados. Ao todo são 28 profissionais que recebem o benefício de emergência conc [...]

#Cultura | 22 DE OUTUBRO DE 2021

A realização do “Concurso Rainha dos Vaqueiros 2021” conta com o apoio dos comerciantes locais. São microempresários que apoiam o fortalecimento da cultura do município. As inscrições já começaram e terminam no dia 28. A ven [...]

#Cultura | 20 DE OUTUBRO DE 2021

Com o objetivo de fortalecer as tradicionais manifestações ligadas a cultura do vaqueiro, a Diretoria de Cultura da Prefeitura de Verdejante realiza um concurso para selecionar a representante dos vaqueiros da "Capital Pernambucana da Pega de Boi no Mato". O processo de seleç&at [...]

#Limpeza | 18 DE OUTUBRO DE 2021

A Prefeitura de Verdejante iniciou nesta ultima quinta-feira (14), ações de limpezas, manutenção e outras melhorias no cemitério público. Os trabalhos serão realizados para que o local possa receber as pessoas que irão visitar túmulos do [...]

#saude | 18 DE OUTUBRO DE 2021

quarta-feira (13), a Secretaria Municipal de Saúde deu andamento a aplicação da dose de reforço contra a Covid-19 em idosos. Seguindo determinação do Governo do Estado, poderão receber a terceira dose, neste momento, idosos maiores de 60 anos, que j&a [...]

Qual o seu nível de satisfação com essa página?


Muito insatisfeito

Um pouco insatisfeito

Neutro

Um pouco satisfeito

Muito satisfeito